Agenda de concertos (carregar no evento para mais informação)

quarta-feira, 24 de março de 2010

Eis a resposta!



Alguém se lembra do último disco de Blues feito em Portugal? Puxando aqui pela cabeça (a informação na net é pouco mais que nula), tirando a edição privada dos No Secrets do João Allain e a edição online da Nobody's Bizness Blues Band (tenho cá os dois), a última edição de Blues "mesmo blues" (da Go Graal só talvez o primeiro disco caiba nesta categoria) é mesmo capaz de ser... o outro disco de Minnemann (Bluindo, 1980)!

Desejando ardentemente que me desmintam e me apresentem outro disco de Blues gravado por cá nos últimos 30 anos, apresento-vos o novo disco da Minnemann Blues Band, "Blues 88 - Live at Hot Five Jazz & Blues Club". Desta vez não há Rui Veloso, mas os músicos presentes, para além de levarem todos uns bons anos de "tarimba" ainda são, neste género e noutros, do melhor que se encontra pelo país. A saber:

WOLFRAM MINNEMANN - piano, voz
RUI AZUL - sax tenor, flauta, percussão
ANTONIO MÃO de FERRO - guitarra, voz
MANUZÉ - baixo
RUI CENOURA FERRAZ - bateria

Tenho andado a ouvir o disco nos últimos dias e devo dizer que gosto. Bastante. Mesmo muito. Razões, várias!

Primeiro, não é um disco de standards. As músicas são quase todas (menos duas) do próprio Minnemann. Logo aqui a vantagem de não ter de ouvir "as do costume".

Segundo parece, o Blues tem bastantes sub-géneros. Ouvindo "Blues 88" passamos por vários. Se acham que o Blues é "sempre a mesma coisa", comprem e ouçam. São capazes de ser surpreendidos.

Um dos grandes trunfos da Minnemann Blues Band é a secção rítmica. Certinhos que nem metrónomos (não esquecer que é um disco ao vivo), Rui 'Cenoura' Ferraz e Manuzé nunca perdem o balanço. Devaneios rítmicos balizados, ordem para "abanar (moderadamente) o capacete" (e o mais que apetecer).

A outra grande vantagem é ter três instrumentos solistas. O piano de Minnemann, o sax do Rui Azul e a guitarra de António Mão de Ferro cruzam-se, ora em apontamentos de resposta mútua, ora em frases colectivas, ora em solos bem construídos e inspirados.

No geral é um excelente disco de blues, o melhor de todos os que aqui tenho feitos em Portugal (minha opinião, claro). Haveria uma ou outra coisa que poderia ter saído melhor? Sim. O som geral podia estar um pouco melhor, assim como alguns pormenores de equilíbrio sonoro entre instrumentos mas se considerarmos que foi gravado ao vivo num clube durante uma única noite, teremos de concluir que o resultado é muito mais que satisfatório (e de muito melhor qualidade do que outro que aqui tenho e que foi gravado em estúdio).

Para esclarecer quaisquer dúvidas, façam favor de comprar o disquinho. Mais informação em http://minnemannbluesband.blogspot.com/


Deixo aqui uma a tocar, se me permitem


"Relax Your Mind"
Artista: Minnemann Blues Band
álbum: Blues 88 - Live at Hot Five Jazz & Blues Club



3 comentários:

Spiritwolf disse...

Conheço a banda e já os ouvi várias vezes, nomeadamente no festival de blues de Viana do castelo e em alguns bares de Porto e arredores. A banda tem fibra e o Rui Azul, na minha modesta opinião é um saxofonista de mérito. Vi e ouvi uma vez um dueto entre o Rui Azul e a Ana Popovic que foi simplesmente delirante. Abraço

muguele disse...

Eu, cá por baixo, tenho poucas oportunidades. Mas concordo, claro!

Abraço

Anónimo disse...

Obrigado Mug, mais uma grade dica...

Abraço,

Emigras